7 de fevereiro de 2010


Olá Pessoal!

   No primeiro post de conteúdo da coluna, trazemos comentários sobre o mais novo lançamento de Stephen King, Under the Dome, um livro cheio de polêmicas, mistérios, curiosidades e até marketing viral. Trazemos também curiosidades sobre o badalado ‘A Cabana’, títulos em destaque nas livrarias e ainda, um, mais que necessário, comentário sobre o novo brinquedinho da Apple, iPad.

  Para saber tudo em detalhes e ficar por dentro do fantástico mundo dos livros, basta continuar lendo, logo abaixo:
Cheiro de Livro Novo #1:
  Pouco antes do meio-dia, uma pequena cidade americana é separada abruptamente do resto do mundo por uma ‘bolha’ invisível de origem desconhecida. Se a descrição parasse por aqui você pensaria que ‘Sob a Bolha’ (Under The Dome), mais recente lançamento de Stephen King é baseado na divertida história do filme dos Simpsons.
  Quando perguntado sobre isso, Stephen King, cujo último lançamento foi ‘Duma Key’ e autor de Best-Sellers como ‘À Espera de um Milagre’ e ‘O Apanhador de Sonhos’, diz ser mera coincidência, afinal de contas, segundo o livro de 1998 de Stephen Spignesis,‘O Tabalho Perdido de Stephen King, The Cannibals’, o livro é a conclusão de um manuscrito de 450 páginas inédito e inacabado por King. A história escrita em 1982, enquanto filmava Creepshow, era basicamente a mesma de ‘Under The Dome’, que só agora foi publicado.
  Além de todas as peculiaridades da obra, outra curiosidade é que para a divulgação do livro foram usadas técnicas de marketing viral. Sabemos que o assunto é da galera da Grande Rede, mas não podemos deixar de falar que foram criados sites de locais e do jornal mencionado no livro. A loja Big Jim Rennies’s Used Cars, o jornal Chester’s Mills Democrats, o restaurante Sweetbriar Rose além da igreja, do hospital, da delegacia, da escola e da rádio, ganharam seus portais na verdadeira internet (se é que existe uma falsa). Sem contar num site turístico para a fictícia cidade da bolha.
  Não precisamos dizer que recomendamos a leitura, né?

   Há mais de 72 semanas consecutivas na lista de mais vendidos da Veja, a obra de William Young, que vendeu mais de 100 mil exemplares em 2 meses no Brasil, não foi feita para ser publicada. William escreveu atendendo a um pedido de sua mulher para dar de presente de Natal aos seus filhos e amigos mais próximos. Após várias trocas de e-mails a obra caiu na mão de dois produtores de cinema que após receberem um ‘não’ de mais de 20 editoras, montaram a própria editora para lançar o título. O resultado? O livro, que conta a história de um homem que encontra Deus no mesmo lugar aonde sua filha foi morta brutalmente, atingiu as paradas de sucessos, foi traduzidos para mais de 30 idiomas e rendeu muitos frutos ao autor. Baita presente de Natal esse, hein?

Etc e Tal #1: O leitor da Apple.
  Não é mais novidade esse tal do iPad. Enfim a gigante da maçã resolveu lançar seu iReader, ou melhor e-reader. Desde que foi lançado, na semana passada, o novo brinquedinho de Jobs já sofreu todos os tipos de críticas, elogios e avaliações em geral. Mas, será que o gadget vai mesmo derrubar concorrentes como o Kindle no segmento de Leitor Digital?
  Alguns dizem que sim. Se baseiam na qualidade tradicional dos displays Apple, na confiança que têm na futura iBookstore, que assim como a AppStore fez com aplicativos, vai servir para vender os livros e revistas, e na possibilidade que o novo lançamento dá de entrar na internet, assistir vídeos, usar aplicativos variados, tirar fotos, e etc.
  Mas, tem uma galera dizendo que não, que o iPad é o mico do ano e que como eReader vai micar também. Tudo isso principalmente pelo não uso do padrão de formato de eBooks, criando assim, mais uma vez, uma dependência em relação aos arquivos.
  Enquanto ainda não experimentamos com as próprias mãos, não temos muito que dizer. Mas uma coisa é certa, vai ser difícil o iPad reproduzir o cheiro das páginas de livros que todo bom leitor conhece!

  Por hoje é só pessoal, contamos com os seus comentários, dicas, sugestões, críticas e elogios, para que possamos melhorar a cada semana.
  Você pode entrar em contato com a equipe da coluna pelo email: bibliotecando.republicaon@gmail.com
E ainda nos seguir no nosso perfil do Twitter, aonde rola conteúdo extra, dicas ótimas, e muito mais.
  
 A coluna Bibliotecando, excepcionalmente hoje, foi assinada por Rafael Rezende, a partir da próxima semana será muito bem assinada por Anna Clara e Mariah Ugelli,  apaixonadas por literatura (principalmente Clássicos e Nacionais). Quer entrar em contato com elas? Acesse seus twitteres pessoais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário